Capturadas, tartarugas são soltas no rio Trombetas



Rebio do Rio Trombetas recebe quelônios apreendidos pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Município de Óbidos no Pará.

A equipe da Reserva Biológica (Rebio) do Rio Trombetas soltou 10 tartarugas-da-amazônia (Podocnemis expansa) e 1 tracajá (Podocnemis unifilis) no Tabuleiro do Jacaré, localizado no interior da unidade de conservação. Os animais foram entregues ao Instituto Chico Mendes de
Conservação da Biodiversidade (ICMBio) após apreensão realizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente do Município de Óbidos no Pará.
Segundo a analista ambiental e médica veterinária do ICMBio, Soliana de Lourdes Ribeiro, a prefeitura de Óbidos recebeu uma denúncia e, ao verificar, encontrou os quelônios acondicionados em caixas de papelão e sacas de fibra no porão de uma embarcação que faria a linha Óbidos – Manaus. Após avaliação médica-veterinária, os animais puderam ser soltos no rio Trombetas. A tartaruga-da-amazônia é o maior quelônio de água doce da América do Sul, e encontra-se classificada como criticamente ameaçada de extinção.
A Reserva Biológica do Rio Trombetas foi criada em 1979 com objetivo de proteger as áreas de reprodução da tartaruga-da-amazônia, e está localizada no município de Oriximiná no Pará, na margem esquerda do rio Trombetas, possuindo uma área de 385 mil hectares.

Fonte: RG 15/O Impacto e Ascom/PMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *